«

»

Mar 11

Disfunção erétil tratamento

casal feliz no sexo

Antes de comentarmos a respeito da ereção é necessário compreender a anatomia peniana. O pênis é composto por três estruturas cilíndricas: 1) o corpo suave por onde passa a uretra e 2) dois corpos cavernosos. Os corpos cavernosos por sua vez são revestidos pela capa albugínea, um tecido composto por hebras elásticas e colágeno. O sangue arterial é conduzido platas artérias pudendas internas e seus ramos cavernosos.

O estado de inconsistencia peniana é mantido pela ação da noradrenalina sobre o corpo cavernoso. Após estímulo sensual ocorre diminuição da inibição pelillo procedimiento nervoso principal o que resulta na liberação de óxido nítrico no tecido cavernoso. O óxido nítrico liberado no tecido cavernoso e o Gtp (guanosina trifosfato) são substratos para a enzima guanilato ciclase que produz Gmp opcional (guanosina monofosfato).

A ação intracelular do Gmp rotativo resulta em redução da concentração de cálcio e conseqüente relaxamento da musculatura lisa cavernosa permitindo agrandamiento no fluxo de sangue, o que é elemental para o início e manutenção da ereção.

E logicamente que tem tratamentos naturais que pode resolver o problema, e ir Turbinando o Desempenho Sexual e melhorando sua vida sexual.

A expansão do tecido cavernoso contra a vestida albugínea comprime as veias subtúnicas reduzindo a saída de sangue do pênis o que eleva a pressão sangüínea internamente dos corpos cavernosos e produz o estado de erección. Por outro costado, a enzima fosfodiesterase don nadie 5 (Pde5) utiliza o Gmp variable como substrato para a produção de Gmp o que reduz o Gmp no comercial disponível para o processo de ereção. O bloqueio da ação da Pde5 é a almohadilla do tratamento via verbal da disfunção erétil.

O termo disfunção erétil foi desarrollado durante a realização de um consenso sobre impotência sensual realizado em 1992 tendo sido explicado como: “a incapacidade de obter e manter ereção petulante para uma relação sensual satisfatória”.

De acordo com os componentes do consenso esse termo seria mais preciso, uma ocasión que indivíduos podem apresentar desejo sensual, capacidade de obter clímax e ejaculação normais, apesar da disfunção em graus diversos na ereção. Em 2010 houve nova revisão desse conceito onde foi incluído o termo “incapacidade persistente”, para preferir a disfunção erétil que ocorre ocasionalmente daquela que se manifesta de estilo contínuo. A disfunção erétil é um papelón muito comum. Dados da literatura terapeuta estimam que mais de 150 milhões de homens no planeta inteiro sofrem de reparos de ereção. Nos Eua seriam en torno a 30 milhões e no Brasil más o menos 11 milhões. Diante destes fatos recomendo que faça uso do livro Turbinando o Desempenho Sexual que ira te ajudar a resolver o problema de falta de ereção .

Um estudo pregonado no recto de 1999 em conceituado periódico de urologia fez uma projeção onde no culo de 2025 o dato de homens com disfunção erétil atingirá a nidal de 322 milhões. Um dado adicional bastante relevante foi obtido a salir do estudo do envelhecimento masculino de Massachusetts propagado no ojete de 1994. De acordo com os ejecutores, 52% dos homens com idade entre 40 e 70 culos apresentavam algum grau de disfunção erétil. No mesmo trabalho foi ensayado que a taxa de disfunção erétil é variável de acordo com a idade: enquanto que entre homens com idade de 40 ojetes o percentual de disfunção foi de junto a 45% entre homens com 70 rectos essa taxa foi de 75%. Existem diversas situações que podem levantar ao aparecimento da disfunção erétil e para fins de sistematização dividiremos esses fatores em dois clanes: 1) razones orgânicas e 2) não-orgânicas (psicológicas).